O que preciso saber sobre Castração?

Se você recentemente adotou um Pet, com certeza uma dúvida deve ter passado pela sua cabeça: Devo castrar meu novo companheiro? Essa pergunta carrega diversos outros questionamentos relacionados ao procedimento. Abaixo vamos ajudar você respondendo as perguntas mais frequentes.

Qual a diferença da castração entre fêmeas e machos?

O objetivo de ambos os procedimentos é o mesmo, remoção dos órgãos reprodutores, no entanto, a técnica cirúrgica varia muito dependendo do sexo do animal.

No caso de machos é geralmente realizada uma cirurgia mais simples, com a remoção dos testículos através de uma única incisão a frente do saco escrotal.

Já as fêmeas têm um procedimento mais complexo, principalmente devido à anatomia dos ovários e útero, órgãos de difícil localização na cavidade abdominal, principalmente em cadelas muito jovens (5 a 6 meses) que têm ambos tamanho muito pequeno, a incisão e remoção é realizada próxima à cicatriz umbilical.

Porque tenho que castrar meu cachorro?

Com certeza essa pergunta é o que motivou boa parte de vocês a clicar neste artigo, porque castrar é tão importante? Essa não é uma pergunta de uma única resposta, existem diversos motivos pelos quais você deveria considerar castrar seu patudo, mas vamos considerar aqui os três principais motivos que Médicos Veterinários consideram ao indicar o procedimento.

Evita ninhadas indesejadas

Se a sua pequena não for castrada, ela entrará em época de reprodução ou “cio” por várias semanas, uma ou duas vezes por ano.

Cada vez que isso acontecer, ela libera diversas substâncias que a tornarão muito atraente para os machos que podem sentir o cheiro de longe. Isso trará visitantes indesejados para o seu quintal e pode produzir uma ninhada não planejada.

Ter filhotes tem um alto custo e envolve muito tempo e energia do tutor. A cadela precisará de cuidados veterinários durante a gravidez. O parto às vezes pode ser difícil e envolver uma cesariana e em casos complicados resultar na perda da cadela e/ou dos filhotes.

A ninhada também exigirá cuidados veterinários, vacinas e vermifugação após o nascimento. Além disso, encontrar bons lares para filhotes pode ser muito difícil. A esterilização e a castração são uma maneira responsável de evitar a reprodução acidental.

A criação deve ser deixada para criadores que tenham um plano organizado e conhecimento sobre genética canina, e que se preocupem em preservar as melhores qualidades de uma raça para as gerações futuras.

Reduz alguns riscos para a saúde

A castração leva a uma redução em certos riscos para a saúde de cadelas e machos. As fêmeas não castradas podem desenvolver uma infecção dolorosa no útero e com risco de vida chamada piometra, além de correrem maior risco no desenvolvimento de tumores mamários do que as fêmeas castradas. A castração de machos irá prevenir o câncer testicular e reduzir o risco de outros problemas, como doenças da próstata.

Um cão macho castrado também apresenta uma redução no seu comportamento errante, como há alteração no desejo sexual o animal sente menos vontade de sair em busca de cadelas no cio.

Ajuda com certos problemas comportamentais

Além de reduzir o número de fugas em cães machos, a castração pode muitas vezes ajudar a reduzir ou eliminar comportamentos indesejáveis, como levantar uma das pernas ao urinar e montar em objetos e pessoas. A castração também pode diminuir o comportamento agressivo em alguns cães.

É importante notar que dados recentes sugerem que a castração antes da puberdade pode incutir uma tendência à timidez e comportamento inseguro.

Qual a idade mais indicada para castrar meu Pet?

Essa é uma das perguntas mais difíceis de responder, visto que novos estudos são divulgados frequentemente e podem alterar a idade recomendada.

Embora a castração possa ser realizada com o animal ainda filhote você deve consultar seu médico veterinário para determinar a melhor idade para realização do procedimento, muitos profissionais recomendam que o animal seja castrado antes do fim da puberdade (com 5 a 7 meses), no entanto, existem crescentes evidências científicas que essa indicação é prematura para diversas raças e o pet não se encontra em seu completo desenvolvimento e assim podem predispor o paciente a diversas condições de saúde.

A Canine Health Fundation mostrou que a castração após a puberdade pode trazer benefícios significativos quando comparados com a castração antes do seu término, dentre eles podemos destacar a diminuição do risco de doenças ortopédicas, melhora no comportamento e redução do risco de alguns tumores em raças específicas.

Ainda que parcialmente, a questão da idade ideal de castração ainda é obscura, pois está diretamente ligada à raça, porte e características individuais de seu pet, podendo sofrer profundas variações de acordo com essas características, o mais indicado é você consultar o seu Veterinário para uma indicação precisa.

Qual o tempo de recuperação e os principais cuidados da castração?

Em fêmeas há a abertura da cavidade abdominal, um procedimento mais invasivo, isso irá gerar uma preocupação adicional e o acompanhamento pós-operatório ser estendido, geralmente médicos veterinários mantém a sua pequena no centro médico até ela estar 100% acordada e ter certeza que não houve nenhuma complicação do procedimento, esse período é variável, mas geralmente dura de 8 a 24 horas.

Após ela ser liberada os cuidados não param, a partir desse momento o tutor será responsável pelo acompanhamento do animal, o profissional passará uma série recomendações que devem ser seguidas pelo tutor que incluem: utilizar colar elizabetano ou roupa cirúrgica, limpeza diária da ferida, repouso e administração de medicamentos. Esse período se estende geralmente de 7 a 10 dias, o médico pode solicitar alguns retornos de acompanhamento até a retirada dos pontos, que se dá ao final desse período.

A castração em machos tende a ser um procedimento muito mais simples, o seu patudo geralmente pode ir para casa no mesmo dia, a não ser se houver outro problema de saúde que impeça, a utilização de medicamentos será discutida com você por seu veterinário, em casa as recomendações são semelhantes da fêmea e incluem repouso e limpeza da ferida.

Quanto custa castrar meu animal?

O valor desse procedimento é extremamente variável conforme o local que você levar, características e peso do animal, mas a correção dos problemas gerados por não castrar seu animal pode ter um preço muito mais alto, entre 5 a 10 vezes gasto em uma castração, castrar traz também esse benefício econômico ao tutor, visto que problemas graves em fêmeas adultas em decorrência da não realização é muito recorrente.

A castração é uma cirurgia simples?

O Dr. William Conti, responsável técnico do Hospital Veterinário iPet 24h – Biguaçu comentou que: “A crença popular que a castração é uma cirurgia simples é completamente equivocada, ela é sim uma cirurgia muito importante e vem sendo utilizada há décadas no controle populacional de cães e gatos, favorecendo assim a saúde de humanos e esse é o principal motivo que estudantes de medicina veterinária treinam ela durante a graduação ao invés de procedimentos mais simples. Existe uma lista enorme de complicações cirúrgicas e pós-operatórias que podem ocorrer durante a castração que podem inclusive levar o pet a morte. Uma equipe cirúrgica preparada junto a uma estrutura adequada para atendimento de pacientes que sofreram alguma complicação é literalmente a diferença entre a vida e a morte” o Dr. ainda complementa, “não entenda mal, a castração é essencial para a vida do do seu patudo, proporcionando melhor qualidade de vida e longevidade, no entanto, existem riscos associados e esses devem ser minimizados o máximo possível”.

Achou esse conteúdo importante? Compartilha!
Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

iPet - Biguaçu (24h)

LIGAR AGORA:

iPet - São José (24h)

LIGAR AGORA: